24 September 2010

Coristas.


Procuro mas está difícil de encontrar o príncipe encantado
Já me falaram dele mas não o vejo em nenhum lado
Palavras e palavras, lá têm eles muitas
Mas além das palavras também têm outra miúdas
Não sou mais uma nessa vossa colecção
Em vez de palavras tentem usar o coração
Almas frias, sem qualquer tipo de sentimento
Pois bem vos digo: comigo nem um momento
Não preciso desses coros, vivo bem assim
Arranjem outras bonecas, fiquem longe de mim
A vossa conversa já eu conheço de trás para a frente
E pergunto-me sinceramente o que é que vai na vossa mente
Não valem um chavo, mas acham-se os maiores
Mas todas as raparigas vos acham os piores
Têm uma auto-estima do tamanho do oceano
Acreditem quando choro não é por vocês que chamo
Ao meu coração nunca hão-de chegar
Esses vossos coros falsos têm de acabar
Já toda a gente vos conhece, comigo isso não pega
Vocês são tão chatos, é sempre a mesma cena
Playboys, ou quebra-corações são só definições
Mas aquilo que eu sei é que não têm corações
Não me mandam abaixo com essas conversas
E se vierem com cenas, eu digo: "tu não prestas"
Tornaram-me desconfiada e difícil de amar
Mas agora que sei como são está na altura de mudar
Vêm devagarinho como quem não quer a coisa
Mas sinceramente já não há ninguém que vos oiça
Chavalas burras, bem enganadas
Acreditam em vocês e dizem estar apaixonadas
Só posso dizer que são umas coitadas
Porque ainda não largaram os contos de fadas
Sei que estou aqui mesmo só de passagem
Mas tinha de deixar esta mensagem.

1 comment:

Cármen S. said...

perfect (L)
tens noçao que estive mesmo para meter este fundo antes de meter o buda ? xD