02 March 2011

Saudades, S.P.B.

Sei que te prometi este texto, e atrasei-me, e por isso estava em falta. Além disso, tu mereces.
Já te disse milhares e milhares de vezes o quanto sinto a tua falta, mas tu não pareces entender, parece que não entra na tua cabeça. Sei que a nossa amizade já não está perfeita como antes, mas estou aos poucos e poucos e tentar recuperar-te, a tentar ter-te de volta, a tentar voltar a ter-te como tinha antes.
Éramos tão próximas. E tu eras a primeira pessoa para quem eu ligava sempre que estava mal, triste, contente, ou que tinha qualquer tipo de novidade. Crescemos, e mudamos, claro. Mas o que mais me custa é estar todos os dias a teu lado, a ver-te, dizer "bom dia" e mesmo assim estarmos tão separadas. Queria o verão de 2009 de volta, só por tua causa, nada mais. Foi dos melhores Verões que tive. Acordávamos tarde e a más horas, almoçávamos, íamos para a praia, ou passear, e depois lanchávamos quase todos os dias no nosso paraíso, era o nosso, porque se tornou como uma segunda casa.
Sinto saudades de quando vinhas almoçar cá a casa, ou jantar, ou quando ia a tua casa. Quando passávamos as tardes na casa uma da outra a conversar, a falar sobre tudo e mais alguma coisa. E o à vontade que tínhamos uma com a outra, nada era tabu na nossa relação, eu tenho tantas saudades disso.
Já te disse, e volto a dizer, eu tenho saudades tuas. E estou a fazer de tudo para voltarmos a ser o que éramos porque o ano vai acabar, e vamos para universidades diferentes, vamos estar separadas, já não vou ter a oportunidade de lutar por isto todos os dias; se isto não acontecer agora o mais provável é não acontecer, e tenho medo, porque amigas como tu são difíceis de encontrar.

Morro de saudades tuas, acredita.

Amo-te S.P.B.

1 comment:

inês said...

obrigada, POR TUDO, bitch <3